Central De Atendimento: (71)3023-2222 / (71)3022-2222 / (71)98301-7133

SOBRE A EQUIPE DE DIAGNÓSTICO ANATOMIA PATOLÓGICA

Um bom diagnóstico é fundamental para a orientação terapêutica eficaz.

EQUIPE

A equipe LABPAT é composta por médicos patologistas, biólogos na área de macroscopia, técnicos na área de histotecnologia e colaboradores de apoio técnico.

• Graduado em Medicina pela Universidade Positivo, Curitiba – PR.
• Residência médica na especialidade de Patologia pela Universidade Federal de Santa Cataria.
• Especialista em Patologia pelo Conselho Regional de Medicina.
• Especialista Multiprofissional na Atenção Básica pela Universidade Federal de Santa Catarina
• Principais áreas de interesse: patologia geral e gastrointestinal.

VER LATTES

• Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia.
• Residência médica na especialidade de Anatomia Patológica pela Universidade Federal da Bahia.
• Especialista em Patologia pelo Conselho Regional de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Patologia.
• Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia.
• Mestrado em Patologia Humana pela Fiocruz/ Universidade Federal da Bahia.
• Preceptoria da residência médica em Anatomia Patológica no Hospital Universitário Professor Edgar Santos da Universidade Federal da Bahia.
• Principais áreas de interesse: mama, ginecologia e gastrointestinal.

VER LATTES

• Graduado em Medicina pela Universidade de Brasília.
• Residência médica na especialidade de Anatomia Patológica pela Universidade de Brasília.
• Especialista em Patologia pelo Conselho Regional de Medicina.
• Principais áreas de interesse: patologia ginecológica, uropatologia, dermatopatologia, gastrointestrinal e citologia mamária.

VER LATTES

• Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia.
• Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia.
• Principais áreas de interesse: ginecologia.

VER LATTES

• Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia.
• Residência médica na especialidade de Anatomia Patológica pela Universidade Federal da Bahia.
• Especialista em Patologia pelo Conselho Regional de Medicina.
• Professor assistente de Bases da Imunopatologia Aplicada no curso de Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.
• Professor auxiliar do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia.
• Principais áreas de interesse: dermatopatologia

VER LATTES

• Graduada em Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública.
• Residência Médica na especialidade de Patologia pela Universidade Federal da Bahia.
• Especialidade em patologia pelo Conselho Regional de Medicina.
• Principais áreas de interesse: Hematopatologia.

VER LATTES

• Graduada em Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública.
• Título de Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia.
• Residência em Anatomia Patológica pela Universidade Federal da Bahia.
• Título de Especialista em Anatomia Patológica pela Sociedade Brasileira de Patologia Geral.
• Principais áreas de interesse: Citopatologia Geral e Ginecológica

VER LATTES

• Graduada em medicina pelo Instituto Metropolitando de Ensino Superior / MG
• Residência Médica na especialidade de patologia pela Universidade Federal da Bahia
• Especialidade em Patologia pelo Conselho Regional de Medicina
• Principais áreas de interesse: patologia geral.

• Graduada em Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública.
• Título de Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia
• Principais áreas de interesse: ginecologia.

• Graduada em Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública.
• Título de Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia
• Principais áreas de interesse: ginecologia.

• Graduada em Medicina pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública
• Título de Especialista em Citopatologia pela Sociedade Brasileira de Citopatologia
• Principais áreas de interesse: ginecologia.

• Graduado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBa)
• Residência médica na especialidade de Patologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp)
• Especialista em Patologia
• Principais áreas de interesse: patologia torácica, patologia de partes moles e patologia hepática

FALE CONOSCO

Estamos aqui para ajudar você. Entre em contato conosco ou deixe uma mensagem.

PERGUNTAS FREQUENTES

Para a realização do atendimento você precisa de um documento oficial com foto (ex: RG, CNH), Carteira do Convênio e a solicitação médica.

Não há necessidade de marcação, para a realização do atendimento basta dirigir-se ao LabPat com documentos necessários e a amostra.
Não. A maioria é preferencialmente fixada em álcool, mas existem outros fixadores ou podem ficar ao ar livre, chamado de citologia a seco.

Sim. Os resultados podem ser retirados por terceiros, porém é necessário a apresentação do protocolo de resultado, acompanhado do documento oficial com foto do paciente e documento oficial com foto do terceiro.

O prazo normal é de 7 (sete) dias úteis, contudo em casos que requeiram aplicações de técnicas adicionais este prazo poderá ser estendido.
Não há um prazo pré-estabelecido, pode ficar semanas. O ideal é que não ultrapasse 48 horas, pois se necessitar de mais material o mesmo possa ser coletado o mais rápido possível.
Pode levar um documento oficial com foto (original ou cópia autenticada) até a unidade onde realizou os exames para retirar seus resultados.
Não, desde que esteja em formol, deve ficar na temperatura ambiente.
Não há um prazo pré-estabelecido, pode ficar semanas. O ideal é que não ultrapasse 48 horas, pois se necessitar de mais material o mesmo possa ser coletado o mais rápido possível.
Se o material estiver em lâmina, tanto fixado em álcool quanto a seco, pode ficar na temperatura ambiente. Se for material líquido coletado em frasco sem informação de fixador, deve ficar na geladeira até ser entregue o laboratório. O médico que realizou o exame deve orientar sobre a necessidade ou não de refrigeração.
Amostras sem identificação, com dados incorretos sobre o paciente; Amostras com identificação duvidosa; Amostras sem fixador; Recipientes quebrados ou rachados com extravasamento de material biológico; Frasco sem material biológico; Amostras sem o pedido médico devidamente assinado e com CRM; Pedido sem amostra correspondente.

Amostras sem identificação na lâmina ou porta lâmina;

Dados de identificação incorretos;

Amostras com identificação duvidosa;

Amostras líquida sem fixador e sem refrigeração por mais de 4h;

Lâminas quebradas que não podem ser reconstituídas;

Recipientes quebrados ou rachados com extravasamento de material biológico;

Frasco sem material biológico;

Amostras sem o pedido médico devidamente assinado e com CRM;

Pedido sem amostra correspondente.

Obs: amostras líquidas com mais de 4h à temperatura ambiente ou com mais de 24h na geladeira devem ser aplicados termo.

Blocos e lâminas sem o pedido médico;

Falta do laudo de anatomopatológico;

Numeração incorreta não correlacionada com o pedido médico e/ou laudo.

Bloco sem material.

Quando a instituição de saúde não possui laboratório de Anatomia Patológica próprio, mas possui contrato que o vincula a um laboratório, para encaminhar a mostra é necessário a obtenção de um Termo de Consentimento.

O termo deve ter o consentimento do paciente para encaminhamento do material coletado para realização do exame anatomopatológico. O paciente deve ser informado sobre o destino do exame, nome do laboratório, endereço, telefone e nome do diretor técnico.

Clique aqui para BAIXAR O TERMO 

PARCEIROS E CONVÊNIOS

NOSSAS UNIDADES

FEIRA DE SANTANA – LABPAT
ILHÉUS – HOSPITAL VIDA MEMORIAL
LABPAT – Laboratório de Anatomia Patológica em Salvador